Quais as 5 melhores redes sociais para minha empresa utilizar?

As redes sociais tornaram-se fortes aliadas às estratégias de crescimento das empresas. Com elas, é possível alcançar um público maior e, ao mesmo tempo, individualizar o atendimento, com informações mais pessoais e precisas. 

No entanto, alguns empreendedores têm usado essas ferramentas de forma equivocada, sem saber quais são as melhores redes sociais nas quais estar presente. 

Se você quer aprender mais sobre a utilização das redes sociais nos negócios, confira agora quais são as melhores plataformas para alavancar seu negócio! 

É preciso estar em todas as redes sociais? 

Essa é uma das principais perguntas que surgem quando o assunto é a utilização das redes pelas empresas. A resposta é não, não precisa. 

As redes sociais são ótimas para negócios, pois permitem aumentar a visibilidade da marca, buscar novos consumidores, conhecer melhor os potenciais clientes, prestar atendimento mais otimizado e personalizado, entre outros benefícios. E tudo isso com um custo muito baixo. 

Porém, para alcançar todas essas vantagens, não basta criar um perfil em uma rede e esperar a mágica acontecer. É necessário estar presente, acompanhar, responder às dúvidas e ajudar o público. E, claro, tudo isso gera muito trabalho. 

Por essa razão, o recomendado é estudar o seu público-alvo e descobrir quais são as redes sociais que ele utiliza. Afinal, por que investir em um canal que seus potenciais clientes não utilizam? 

Tenha em mente o seguinte: é melhor ter uma boa presença em uma rede social do que ter 5 perfis espalhados e abandonados! 

Quais são as melhores redes sociais para a minha empresa? 

Chegou a questão que todos esperavam. Afinal, quais são as melhores redes sociais? Para responder, montamos uma lista com as características de cada uma: 

Facebook 

Na pesquisa mais recente realizada pela equipe do Facebook, 45% da população brasileira acessa a rede mensalmente. São 62 milhões de brasileiros acessando a plataforma por dia, e no mundo esse número é ainda mais surpreendente. Esses dados mostram a importância desse canal, não é mesmo? 

Facebook é a maior rede social do mundo, com o maior número de usuários ativos. Isso evidencia seu grande potencial de aumentar a visibilidade da marca, atingindo novos consumidores e buscando novos negócios. 

Para empresas, a plataforma oferece diversas oportunidades. A primeira dica é criar uma página, não um perfil. A diferença é que o perfil de um usuário pode curtir uma página e, assim, acompanhar as postagens. Dessa forma, seus seguidores podem curtir a página da sua empresa e estar sempre por dentro das novidades postadas. 

Outra grande oportunidade que o Facebook proporciona é quanto às postagens. É muito fácil criar e divulgar materiais, que podem ser desde conteúdos em texto até vídeos, animações ou fotos. 

Visando ampliar ainda mais o alcance de seus posts, o Facebook permite impulsionar as publicações com foco em um determinado público. Para isso, ele utiliza segmentações como interesses, região, idade, entre outras. 

Twitter 

Twitter é um canal de contato direto. Com ele, você consegue alcançar seus clientes de forma mais rápida e objetiva. 

É um ótimo canal para disponibilizar conteúdos relevantes para seu público-alvo, mas, como cada postagem tem um limite de 140 caracteres, planejamento é tudo. 

A dinâmica no Twitter é maior do que em outras redes sociais, fazendo com que uma empresa que queira utilizar a ferramenta de forma efetiva precise ter conteúdos frequentes para postar, criando várias publicações. Do contrário, só será mais uma conta esquecida. 

Um dos pontos fortes do Twitter é a hashtag. Ao colocar o símbolo “#” antes de uma palavra ou frase, cria-se um hiperlink que leva às postagens relacionadas à palavra-chave. 

Quando essas palavras-chave são muito usadas, elas podem entrar no Trending Topics, o ranqueamento das principais menções no Twitter em nível global, regional e local. Isso é ótimo para empresas que buscam produzir campanhas, sorteios e promoções. 

Instagram 

Instagram, que pertence ao grupo Facebook, vem crescendo muito nos últimos tempos. A utilização é bem dinâmica e permite que o usuário poste fotos e vídeos curtos. É possível marcar outros perfis nas fotos, o que pode ser útil para aumentar a visibilidade da marca. 

O grande diferencial, e o que a coloca como uma das melhores redes sociais, é o apelo visual. Aqui, o principal é a imagem. Tanto os perfis pessoais como os corporativos usam essa ferramenta para postar fotos de si — as famosas selfies! — ou de paisagens e produtos. 

Empresas gigantes, como a Nike, utilizam muito o Instagram para promover seus produtos, mostrando detalhes, lançamentos e celebridades que os usam. Então, você também deve usar essa ferramenta na sua empresa! 

Por ela trabalhar com imagens, lembre-se de investir na qualidade. Esse ponto é crucial para chamar a atenção do seu público, afinal, ele terá uma grande lista de fotos para olhar. Assim, a sua publicação tem que chamar a atenção! Invista em equipamentos de qualidade para fotografar, analise a iluminação do local, foco, brilho e contraste. 

LinkedIn 

LinkedIn é a principal rede social corporativa do mundo, e é um excelente canal para gerar leads qualificados. Os usuários geralmente possuem um objetivo, seja conquistar um novo trabalho, seja identificar oportunidades de negócio ou recrutar talentos. Portanto, sua empresa não pode ficar de fora dele. 

Assim como no Facebook, a primeira dica para atuar no LinkedIn é criar uma página da empresa, onde você deverá compartilhar conteúdos informativos e relevantes. Um dos grandes diferenciais dessa plataforma é a possibilidade de atuar em grupos, uma ótima estratégia para segmentar seu público-alvo, criar e publicar conteúdos mais assertivos, de acordo com as necessidades e interesses de cada nicho.

Além de fortalecer a sua marca, esses conteúdos podem também facilitar a atração e retenção de talentos para a empresa.

YouTube 

Muitas pessoas preferem ver vídeos a ler conteúdos, por isso, o YouTube se mostra uma ótima rede social. É a principal plataforma de vídeos no mundo e consegue um alto nível de engajamento com o público. 

Os vídeos permitem mostrar detalhes que uma foto, por mais qualidade que ela tenha, não consegue. Mostrar o produto real, por vários ângulos, durante uma utilização, pode fazer toda a diferença para um cliente com dúvidas de compra. Muitas empresas escolhem esse tipo de material para fazer lançamentos e mostrar seus diferenciais. 

Outro ponto importante é a facilidade de compartilhamento dos vídeos com outras redes sociais. Assim, sua empresa pode investir no YouTube e ganhar visibilidade em outras plataformas. 

As redes sociais podem ajudar meu negócio a crescer? 

Sim! Como vimos, há muitos benefícios para uma empresa que está presente nas redes sociais. O alto número de usuários e o tempo que eles gastam navegando representam oportunidades para os negócios. 

É possível aumentar bastante a visibilidade da marca, buscar novos consumidores, melhorar o relacionamento com clientes, entender melhor a necessidade do seu público e oferecer um contato mais individualizado. 

Porém, nessa estratégia é preciso ter foco. Não basta criar um perfil ou uma página e esperar que a plataforma faça o trabalho sozinha. É necessário acompanhar, estar presente e medir seus esforços, objetivos e resultados. Além disso, não tente estar presente em todas as redes sociais. Foque naquelas que seu público-alvo utiliza e que você e sua equipe têm a capacidade de administrar. 

Gostou de saber mais sobre as melhores redes sociais para sua empresa? Então compartilhe esse post em suas redes e divulgue nossas dicas para os seus amigos!

ReachLocal mapeia investimento das PMEs em mídias digitais no Brasil e nos Estados Unidos

Pesquisa evidencia os canais digitais que receberam investimentos das pequenas e médias empresas brasileiras em 2016

A ReachLocal, empresa global com tecnologia exclusiva de marketing digital para aumentar a performance das campanhas online e incrementar resultados de vendas, divulgou a pesquisa PMEs e as Mídias Digitais em 2016, que mapeou os principais investimentos das pequenas e médias empresas brasileiras em mídias digitais em 2016.

De sua base de mais de 6 mil clientes, a empresa selecionou 1300 PMEs brasileiras que tiveram gastos superiores a R$ 1.000 no último trimestre do ano passado. O universo das empresas pesquisadas representa um valor estimado de investimento publicitário de 27 milhões de reais ao ano.

Entre os resultados, o buscador do Google aparece com grande destaque, concentrando 81% dos recursos de publicidade digital, seguido pelo Facebook que capta quase 10% dos valores.

Dos setores analisados: Automotivo, Educação, Saúde e Estética, Home, Service & Improvement, Imobiliário e B2B, o maior investidor foi o setor de Educação (26%), seguido por B2B (22%). O ramo imobiliário teve a menor taxa de investimento em mídias digitais: 8%.

Na análise por canal de divulgação, o segmento que mais investe no Google é o de Saúde, que destina 88% de sua verba para o buscador. O Facebook, por sua vez, fica com 16% dos investimentos do setor de educação. O Twitter aparece no final da lista com apenas 0.36% do total.

O relatório traz ainda um panorama sobre o investimento em marketing digital das PMEs nos Estados Unidos. Foram analisadas 10 mil PMEs com gastos superiores a US$ 1000 entre outubro, novembro e dezembro de 2016. Alguns resultados se aproximam dos brasileiros. Na análise por canal, 79% das verbas aparecem divididas entre os buscadores Google, Bing e Yahoo. Já o setor com maior índice de investimento no cenário americano é o de Home, Service & Improvement (24%).

“A pesquisa demonstra que a estratégia online que faz o uso das duas plataformas, Google e Facebook, gera mais valor agregado e mais resultados no curto prazo”, comenta Thiago dos Santos, vice-presidente global de operações e produtos da ReachLocal. “Observamos que tanto o Google Adwords quanto o Facebook possuem grande relevância na tomada de decisão. Contudo, o Facebook proporciona mais reconhecimento e engajamento quando o cliente está no início da jornada”, afirma o executivo.

Sobre a ReachLocal
A ReachLocal é uma empresa global do grupo americano Gannett, proprietário do USA Today e de mais de 200 sites de notícias no mundo, que desenvolveu uma tecnologia exclusiva de marketing digital para aumentar a performance das campanhas online através da mensuração dos mais diversos canais de comunicação e aumentar os resultados de vendas para empresas de todos os portes. A plataforma pode ser utilizada por agências de publicidade, comunicação e por empresas que queiram aumentar a sua performance em vendas.

Presente no Brasil desde 2012, a ReachLocal conta com quase 6 mil clientes. A filial brasileira é também a responsável pela expansão da empresa na América Latina. Fundada em 2004, nos Estados Unidos, com operações próprias no Canadá, México, Austrália, Nova Zelândia, Alemanha, Holanda, Japão, Bélgica e representação no Argentina, Chile e na Colômbia. Hoje são mais de 1500 funcionários que atendem cerca de 22 mil clientes e geram mais de 35 mil campanhas digitais ativas em todo o mundo.

VANTAGENS DE SER MOBILE

Quantas horas por dia você gasta em aplicativos mobile? Seja conversando com amigos, fazendo compras, consultando a previsão do tempo ou chamando um táxi, eles estão mais presentes em nossas vidas do que geralmente nos damos conta. E se você os utiliza com frequência, provavelmente os seus clientes também.

Os ganhos em ter um aplicativo para sua empresa são óbvios e, como no mercado brasileiro ele ainda é novidade, as empresas que derem o primeiro passo em direção a essa tendência obterão grande vantagem competitiva.

Neste artigo, você entenderá melhor como sua micro, pequena ou média empresa pode se beneficiar com essa novidade.

Quais vantagens sua empresa terá ao adquirir um aplicativo próprio?

Um aplicativo não é uma extensão do site de sua empresa. Ele deve oferecer uma série de recursos e benefícios extras ao seu cliente. Um grande diferencial é a possibilidade de utilização dos recursos do smartphone – como ligações, GPS e notificações – para oferecer uma experiência ainda mais interessante.

Veja alguns benefícios que o aplicativo pode trazer para sua empresa e seus clientes:

Divulgação de promoções, eventos e lançamentos em tempo real

Com o aplicativo, sua empresa pode disparar mensagens instantâneas para todos os usuários com o app instalado e notifica-los sobre um novo lançamento de produto ou serviço, uma oferta especial ou um cupom de desconto. É possível até mesmo utilizar o aplicativo como cartão de fidelidade, melhorando a retenção dos clientes.

Dessa forma, sua empresa mantém um poderoso e estratégico canal de negócios e marketing, que engaja os clientes e melhora as vendas.

Reconhecimento da marca

Com o aplicativo instalado no smartphone, seu cliente não precisará mais abrir o navegador e digitar a URL de seu site para ter contato com sua empresa. Sua marca ficará acessível a um toque. Quem baixar seu app, sempre se lembrará da sua empresa durante a navegação pelo smartphone ou quando precisar dos seus serviços.

 

Praticidade para seus clientes

Sua empresa trabalha com atendimento com hora marcada? Você pode utilizar o aplicativo para gerenciar isso para você. Dentro dele, seus clientes marcam facilmente seus compromissos, como agendamento de consultas, horários no salão de beleza, reservas em restaurantes, etc.

Dessa forma sua marca oferece praticidade, atendimento diferenciado e ainda fideliza os clientes, que dificilmente abrirão mão desta facilidade.

 

Vantagem competitiva

O aplicativo oferece diversas informações essenciais para seu cliente de maneira rápida e prática. Horário de funcionamento, particularidades da empresa, descrições dos serviços, cardápios, preços, informações de contato, etc. Tudo pode ser acessado instantemente! E com o recurso de geolocalização o seu cliente pode traçar rotas de sua localização atual até seu estabelecimento. No mercado competitivo atual, isso faz toda a diferença.

Melhoria expressiva no atendimento

Para 76% dos consumidores, o atendimento ao cliente é o principal demonstrativo do quanto uma empresa se importa com seus clientes. Com um aplicativo é possível manter um canal de relacionamento direto com seus clientes e melhorar o atendimento. Você pode, por exemplo, utilizar um sistema de chamados para 24/7 para abrir tickets de chamados para a sua central de suporte.

 

Escrito por:

Lucas Menezes Duarte

Novo ReachEdge: Praticidade e eficiência para a sua empresa!

Design inovador

O novo design do ReachEdge permite que você tenha uma visão de todos os seus leads e facilmente liste-os por prioridade e importância para o seu negócio. Assim você poderá fazer o gerenciamento dos seus leads de forma prática, rápida e estratégica; além de criar vantagem competitiva frente aos seus concorrentes.

Relatórios Práticos e Objetivos

Você terá uma percepção estratégica do seu investimento em marketing digital agregada à uma visão analítica, onde poderá obter insights sobre o seu consumidor e mercado, para maximizar os seus investimentos sem desperdício e focar no crescimento do seu negócio.

Automação de Marketing

Ferramenta com estratégias de comunicação com objetivos de nutrição de leads, evento promocional, fidelização e respostas automáticas para ajudar a sua empresa a estar sempre em contato com leads potenciais e futuros clientes. Além de disponibilizar comunicações automáticas com sua equipe interna, afim de melhorar a sua operação e produtividade.

Saiba mais sobre o NOVO ReachEdge assistindo este vídeo.

Em caso de dúvidas, por favor entre em contato com a ReachLocal pelo email: suporte.reachedge@reachlocal.com.br

6 dicas de Marketing Digital para empresas do setor de Educação

Um dos maiores desafios para conquistar novos alunos está na dificuldade, apresentada pelo modelo tradicional, para se comunicar com um público diferente do que se tinha antes.

Planejamentos rígidos e anuais com gastos inflexíveis não são mais suficientes: hoje, é preciso pensar no marketing de maneiras diferenciada. As instituições devem construir relacionamento com os atuais e possíveis alunos, proporcionando conteúdo que seja de qualidade e dentro das suas necessidades.

No post de hoje, você vai entender por que as empresas de educação precisam apostar em estratégias atuais. Continue a leitura e confira 6 dicas de Marketing Digital que você deve implementar agora!

1. Aposte em diferentes estratégias

Em um país em crise, as instituições de ensino precisam utilizar estratégias cada vez mais atuais para atrair novos alunos, vender mais cursos e obter um melhor relacionamento com seus discentes.

Para isso, foi necessário que esse tradicional mercado se reinventasse, repensando as ações para atrair e manter os alunos. Entre as práticas adotada pelas instituições para captar e reter seus alunos utilizadas, o Marketing Digital merece um destaque.

As estratégias do Marketing Digital podem ser utilizadas para entender mais o seu próprio negócio e seus consumidores, alcançando resultados cada vez mais focados no seu negócio.

Segundo uma pesquisa realizada na área, mais de 66% das instituições investem apenas em marketing offline. Quando nos referimos ao online, o número das empresas que destinam recursos para esse fim sobe para 81,3%. Desses, mais de 41% utilizam pelo menos 10% do valor para marketing com campanhas online.

Os dados acima demonstram que a maioria das empresas já entende a necessidade de usar o Marketing Digital em suas ações. Quando a questão são os tipos de mídias utilizadas, mais de 94% postam em redes sociais e mais de 84% utilizam e-mail marketing. Para completar essa lista, temos ainda as mídias pagas e as publicações em blogs.

Os principais problemas do marketing não estão necessariamente ligados a investimentos, mas à má utilização dos recursos. Por isso, é fundamental entender o que deve ser feito e como fazer isso com qualidade. Os resultados obtidos pelas empresas que sabem utilizar Marketing de Conteúdo são animadores:

  • 2,2 vezes mais visitas a partir de publicações em blog;
  • 10 vezes mais visitas para aqueles que postam em suas redes sociais;
  • 7 vezes mais leads para as que produzem e divulgam e-books.

2. Estude o mercado

Uma parte considerável do sucesso de um negócio está em conhecer o seu negócio.

Para que sua instituição saiba o que deve ser feito para aumentar o número de alunos, é preciso entender o que está sendo oferecido no momento, quais são os formatos favoritos do público e qual é a principal demanda.

Além disso, lembre-se de que o mercado sempre muda e evolui, e as pesquisas devem ser feitas com regularidade. Aqueles que fazem isso conseguem oferecer serviços ainda pouco explorados e, assim, com pouca concorrência. Os demais terão que remar para atingir o patamar dos que começaram antes.

3. Conheça o público-alvo profundamente

Se você acredita que o discente é o principal foco da sua empresa, é preciso conhecê-lo em todos seus aspectos. Caso você não o entenda plenamente, perderá matrículas e alunos, e sua instituição de ensino terá dificuldades para sobreviver.

Para fazer Marketing Digital não é diferente: é preciso pesquisar a fundo o perfil do seu estudante ideal. Baseado nos resultados da pesquisa, faça uma representação fictícia do cliente (também chamado de persona), demonstrando sua idade, formação acadêmica, medos, desejos e problemas que possui. Veja também como essa persona se comporta na internet e quais são os tipos de conteúdo que mais a agradam. 

Lembre-se, porém, de que o público modifica seu comportamento constantemente. Da mesma forma que os cursos a distância não eram tão populares há dez anos e hoje fazem um grande sucesso, com o tempo novos hábitos surgirão.

4. Entenda cada etapa do funil

O funil de vendas é um processo que visa conduzir e acompanhar seu aluno desde que ele descobre que tem um problema até o momento em que percebe que a sua empresa tem a solução, matriculando-se em um curso.

Por meio do funil de vendas, portanto, é possível fazer uma gestão inteligente de todas as oportunidades de venda. Especificamente para as empresas de educação, isso significa que o conteúdo realizado deve ser capaz de atrair mais pessoas interessadas na instituição.

Além disso, a corporação terá disponível grandes vantagens, como melhor conhecimento da equipe e produtividade — afinal, todo o grupo envolvido com marketing e vendas poderá ser avaliado.

Assim, deve-se oferecer auxílio aos funcionários, entendendo seus problemas e ajudando-os a solucioná-los.

5. Produza conteúdo específico para cada etapa do funil

Agora que você já entendeu que aplicar o funil de vendas é essencial, o próximo passo é produzir conteúdo personalizado para cada etapa dessa estratégia. Veja como fazer isso:

Topo de funil (atração)

Entendemos como topo de funil todos aqueles possíveis alunos que possuem uma dúvida ou problema cuja solução inclui ingressar em uma instituição de ensino.

Esse tipo de usuário precisa de informações que não sejam muito complexas e incluam generalidades, como relevância de obter um grau específico, filosofias de educação e outros pontos importantes quanto à educação em geral.

Meio de funil (consideração)

Nesse estágio, o internauta já entendeu o valor do curso ou modalidade e quer descobrir qual é a melhor instituição de ensino ou formação. Aproveite para divulgar conteúdos mais específicos sobre áreas de atuação e cursos mais procurados, mas sem fazer propagandas diretas da sua instituição.

Lembre-se que é preciso conquistar a confiança do usuário aos poucos para que ele mesmo perceba que a sua empresa possui a melhor oferta.

Fundo de funil (decisão)

Aqui, o futuro aluno já está pronto para tomar suas decisões e poderá avaliar a sua empresa para decidir quais rumos deve seguir. Devido a essas especificidades, a produção de materiais nessa etapa deve ser interligada ao estágio de compra do cliente, respondendo diretamente as suas perguntas.

6. Atue em diversos canais

Muitas empresas que estão começando no Marketing Digital erram nesse ponto, uma vez que apostam em poucos canais de distribuição de materiais. Com uma divulgação sem foco, é possível apenas torcer para que as produções sejam encontradas.

Paralelamente, outras instituições apostam em praticamente todas as redes disponíveis no mercado, dispondo de uma estratégia fraca e pouco focada para fazer a nutrição dos usuários em cada uma. Por isso, permanecem parados e sem conteúdo, ou divulgam material muito generalizado.

Antes de tudo, é preciso ter em mente que nenhuma ferramenta, por mais conhecida que seja, deve ser considerada a salvação de todo um plano de marketing. Desse modo, você deve pensar em plataformas como Facebook e Google AdWords apenas como parte do processo, e não como as únicas utilizadas.

Lembre-se também de criar uma estratégia apenas depois de estudar o público e os canais mais eficazes a partir de um objetivo traçado com base em dados reais, obtidos por meio de pesquisas de mercado. Dessa forma, as ferramentas disponíveis serão aplicadas da melhor maneira possível, e não como um tiro no escuro.

Gostou das nossas dicas de Marketing Digital e quer continuar acompanhando outros conteúdos exclusivos? Siga nosso perfil no Facebook, Twitter, Youtube e LinkedIn!

Marketing de Conteúdo na jornada de compra

Muito além da mídia tradicional comprada e programada (conteúdo também é pago), é fundamental, hoje em dia, complementar o plano de mídia também com o marketing de conteúdo. Os canais e veículos que utilizamos nas últimas décadas têm o seu formato próprio e atuam de forma efetiva no objetivo que têm. Contudo, precisamos entender melhor como utilizar os novos formatos de comunicação digital para otimizar ainda mais os resultados.

Uma das principais funções do marketing de conteúdo é gerar sempre mais tráfego para o site e ter as marcas atreladas a diferentes tipos de conteúdos que os usuários consomem, mas também temos a oportunidade de estruturar melhor as estratégias e trabalhar de ponta a ponta este recurso no processo de comunicação. Com o objetivo de mapear os elementos da construção desse planejamento, precisamos, basicamente, entender como as pessoas agem quando passam a ter uma necessidade, ou mesmo como as pessoas agem antes de terem uma necessidade.

Se uma pessoa hoje quer comer em um restaurante árabe, é provável que ela buscará na internet esse tipo de restaurante próximo ao local que se encontra, consultar blogs que falam sobre o assunto, ou, simplesmente, pode ligar para um amigo que conhece vários restaurantes pelo mundo. Pronto, já sabemos quais canais podemos manipular para dar resposta a essa necessidade, mas, qual estratégia devemos adotar mesmo antes deste momento?

Diferente de muitas mídias que trabalham somente em alguns momentos da jornada de compra, o conteúdo pode ser trabalhado tanto no suporte da tomada de decisão, quanto no estímulo do consumo. Vejo o conteúdo atuando diretamente, com a melhor eficiência, BASICAMENTE nas duas pontas de maior importância na jornada do consumidor.

Estimulando a intenção de compra

Eu posso não precisar e nem saber da existência de determinado produto e, ainda assim, se vir alguém que considero falando dos benefícios deste, eu posso facilmente querer comprá-lo.

Outro dia, uma amiga me pediu dicas de estratégia digital para um produto novo que ela trouxe para o Brasil. Trata-se de um desodorante orgânico. Desodorante orgânico? Penso eu. No mínimo mais um produto hipster! Procurei saber mais e comecei a entender: não mancha a camisa de amarelo, é natural (legal, eu gosto de produtos orgânicos), custa R$50,00, mas dura por um ano e serve também como pós-barba. Pronto! Quero comprar este produto, fui convencido.

Se eu não tivesse estudado com essa minha amiga eu poderia nunca ter ouvido falar deste produto? Possivelmente. Porém, o universo de homens que odeiam roupas manchadas de amarelo, de pessoas 100% adeptas a produtos orgânicos e também os hipsters, é gigante.
A partir daí eu já conheço meu público-alvo, sei o que eles buscam, e sei a resposta que quero dar. Preciso somente entender os canais mais utilizados por esse público, pois ninguém conhece este produto.

Atribuição Direta na Conversão
Muita gente acredita que basta dar um tiro de canhão com a mídia e já se converte facilmente, infelizmente, não funciona desta forma. Hoje em dia, o consumidor é muito bem informado e vai em busca de ainda mais informação para ter certeza de que não vai se arrepender sobre a sua decisão. Tem coisa mais frustrante do que fazer uma compra mal feita? Pagar mais caro do que vale? Comprar algo que não atende às necessidades? É exatamente nesta etapa que o conteúdo tem um papel fundamental na eficiência de comunicação.

Mesmo quando uma pessoa quer comprar um produto que é top de categoria, aquele que qualquer pessoa escolheria de olhos fechados, como um carro BMW, uma cozinha Kitchens, um iPhone, ela busca informações detalhadas. É neste momento que o conteúdo torna-se canal de eficiência master na atribuição da conversão. Se a sua marca não está cobrindo essa etapa, ela está perdendo uma ótima oportunidade de obter um cliente no momento mais glorioso do funil; não queremos de forma alguma descartá-lo. É mandatório oferecer o produto e, de alguma forma, prover todo e qualquer detalhamento acerca das dúvidas que possam surgir, hoje em dia funciona assim, é parte do mix de comunicação.

Necessitamos mergulhar ainda mais com o cliente na maneira que a jornada de compra acontece. Envolver a equipe de produtos e deter os dados mais importantes das pesquisas de mercado ajuda muito na hora de decidir qual conteúdo criar e como desenvolver a melhor comunicação em cada etapa. Neste momento, é fundamental saber com clareza quais são os principais anseios do público alvo, qual tipo de comunicação usar e, qual canal / formato este público poderá utilizar para se informar – Gostei desse desodorante orgânico, agora deixa eu ver se ele não vai causar uma queimadura de primeiro grau na minha axila.

 

lucas

LUCAS BASSI

publicitário com especialização em Comunicação e TI, com mais de 10 anos de experiência em gestão de campanhas de marketing de performance para grandes marcas. Aficionado por números e comportamento de mercado, com passagens anteriores pelo MercadoLivre e NET, atualmente é Gerente de Planejamento e Operações Latam na Reachlocal, atuando na gestão de campanhas em mídias digitais com foco em performance, porém, nunca deixando de lado o universo 360 da publicidade on e off-line.

Cliques x Conversão: entenda por que você não deve focar sua estratégia digital em cliques

Você já deve ter lido ou ouvido o quanto é importante anunciar na web e manter estratégias consistentes e constantes em Marketing Digital, afinal, quem não é visto não é lembrado, não é mesmo?

Então quanto mais anúncios e palavras-chave eu aderir mais cliques eu terei, logo, mais sucesso vou garantir em meus negócios, correto?

Errado, infelizmente o Marketing Digital não é constituído por essa matemática tão simples assim. De nada adianta milhares de cliques, se sua carteira de cliente não está crescendo.
Não estamos dizendo que cliques não são importantes, eles são! Mas não devem ser o seu foco principal, cliques são apenas o primeiro contato de um cliente em potencial com seu anúncio/site. Se sua campanha de Marketing Digital possui muitos cliques, porém não possui interações, tais como: o preenchimento de um formulário, o envio de um e-mail, uma ligação telefônica, você não está tendo retorno sobre o seu investimento. Sem essas interações você não sabe quão efetiva estão sendo suas ações de marketing. Sua empresa pode estar perdendo leads valiosos, com potencial de investimento e fidelização com a sua marca; por ausência de monitoramento e gestão do que acontece após o clique.

Para que isso não aconteça o seu foco inicial deve ser a conversão!
A conversão consiste em uma interação em seu site, seja por meio do envio de um formulário, de um e-mail, de um chat, de interação no carrinho de compras ou de uma ligação. Cada site ou loja virtual tem sua estrutura, e a conversão varia de acordo com as ações existentes em cada um.
Mas como posso fazer para ter certeza que minha campanha de Marketing Digital está direcionada para conversão?

A primeira impressão é a que fica:

Antes de você revisar suas estratégias de campanhas, você não pode se esquecer de avaliar se sua casa está em ordem. Como andam as atualizações do seu site?
Quando o cliente é direcionado ao seu site ele deve encontrar um site amigável, adaptado para todas dimensões de telas (smarthphones, tablets e desktop), com um design aderente a sua marca, rico em textos e imagens que deixem claro o que a sua empresa oferece e como pode ajudá-lo a suprir necessidades e desejos de seus potenciais clientes.
Lembre-se de sempre ter suas informações de contato visualmente fáceis de serem localizadas, a fim de evitar perder uma possível conversão porque o lead não conseguiu encontrar seu formulário de contato, telefone ou e-mail em seu site, não é mesmo?

Se coloque no lugar do cliente, como gostaria de ser atendido, quais tipos de sites e informações são essenciais para uma tomada de decisão?

Não adianta ter uma estratégia de campanha aderente se o seu site não fornece uma experiência positiva após o clique.

Entenda o perfil do seu consumidor e escolha as palavras-chave corretas:
É muito importante que você entenda o comportamento do consumidor que você atende para saber quais termos eles podem pesquisar nos buscadores (como Google, Yahoo, etc..) ao procurar seus produtos ou serviços. Para entender este perfil e otimizar resultados da sua campanha, você deve analisar as interações de seus potenciais consumidores para entender o que lhes interessa, como buscam e assim, refinar sua estratégia de campanha priorizando palavras-chave específicas e variações que atendem esta demanda latente. Em paralelo, observe o custo das palavras-chave que contemplam sua campanha, equilibre seu investimento de palavras específicas (relacionadas a seus produtos, serviços, geolocalização, etc.) com palavras amplas (relacionadas a seu mercado de atuação).

Quanto mais segmentada sua estratégia e mais seleto for o seu grupo de palavras-chave melhor será a qualidade dos leads. Não é aconselhável investir somente em palavras-chave amplas e caras, pois pouco convertem e são altamente competitivas no leilão dos buscadores com o Google. Ou mesmo trabalhar somente com palavras-chave muito específicas com pouquíssima busca, pois diminui muito a sua possibilidade de conversão, é essencial que haja um equilíbrio.

Tecnologia e inovação fazem a diferença:

Uma forma de garantir que você está trabalhando com palavras-chave que dão resultado, ou seja, Retorno sob Investimento (ROI) é trabalhar com ferramentas que otimizam com base em conversões. Hoje em dia existem empresas com ferramentas próprias que trabalham especificamente com isso.
É claro que você não pode deixar de avaliar os profissionais por trás da sua campanha, os feedbacks que você recebe com cada ajuste de campanha, possibilidades de melhoria, atendimento exclusivo, atenção única nas suas estratégias e posicionamentos mercadológicos e disponibilidade de tecnologia.

Essas características certamente são ingredientes fundamentais para atingir e tangibilizar resultados pertinentes ao seu negócio e mercado, entendendo e gerindo o seu ROI em Marketing Digital de forma prática e tecnológica!

Agora você entende por que o seu foco deve ser em conversões e não em cliques?

Ideias fáceis e rápidas de postagens para o Facebook

Muitas empresas acham ou seguem a regra que só podem postar em sua página assuntos específicos para o seu negócio, mas isso não é verdade!
Para criar engajamento no Facebook você precisa ser social e estabelecer caminhos de como envolver o seu público criando uma valiosa relação com os seus clientes. Ao realizar publicações com constância sua empresa se tornará referência na rede, proporcionando uma boa experiência online para potenciais clientes. Postar com constância no Facebook pode parecer trabalhoso e demorado, mas com as ideias que separamos você vai descobrir formas rápidas e fáceis de permanecer presente na rede!

Notícias de mercado

Você deve demonstrar ser um perito no mercado que atua, para isso você precisa manter sua página atualizada com notícias pertinentes ao seu segmento de atuação. Esta é também uma ótima maneira de educar os seus clientes sobre as mudanças no seu negócio e as mudanças no cenário da sua indústria. Uma ótima maneira de se manter atualizado é por meio do uso do Google Alertas. O Google irá te mandar uma atualização de e-mail sobre o tema que você criou o alerta todos os dias. Por exemplo, um pediatra poderia criar um alerta sobre brinquedos que passaram por recalls, e sempre que recalls de brinquedos forem mencionados, o pediatra irá receber um novo alerta de e-mail com um link para o artigo. Desta forma o pediatra poderá disparar avisos para os seus clientes aumentado seu grau de confiabilidade.

Feriados e costumes

Um bom e velho “Feliz Natal” sempre será um excelente post, porém ele só vem uma vez por ano. Há toneladas de datas e costumes regionais que criam oportunidade de interagir com o público no Facebook. Por exemplo, 04 de outubro (dia mundial dos animais) daria uma ótima chamada do tipo “Ame o seu Pet”, mesmo que sua empresa não tenha nenhuma relação com os animais, seus clientes ainda amam seus animais de estimação e adoram ter a oportunidade de falar sobre eles! Criando um post rápido, encorajando-os a compartilhar uma foto de seus bichos de estimação nos comentários, aumentando o engajamento e consequentemente mais alcance no post, e por sua vez, o seu negócio!

Dicas e curiosidades

Postar dicas e curiosidades é rápido, fácil e altamente compartilhável. Elas podem ser dicas relacionadas ao seu negócio, tais como design de interiores para uma empresa de pintura, ou postagens que gerem expectativas como a chegada de um feriado. Não fique muito focado em sempre postar temas relativos ao seu negócio. Não há problemas em ser divertido e descontraído nas redes sociais, não se esqueça que junto com suas dicas e curiosidades você deve utilizar imagens visualmente atraentes, criativas e autoexplicativas.

Uma olhada nos bastidores

Os clientes gostam de ver o lado “humano” do seu negócio. Compartilhe fotos de todo o escritório, seu dia a dia, ou o mais recente empregado do mês (com a permissão é claro!). Quando os clientes começam a ver por trás das cortinas, eles podem desenvolver uma conexão pessoal com o seu negócio, o que pode contribuir para a fidelização dos clientes.
O Facebook é uma rede social, então, o utilize para socializar com os seus clientes!

Quais tipos de mensagens você costuma compartilhar na sua página para os seus negócios? Compartilhe nos comentários.

5 Elementos de um Bom Anúncio de Display

Criar consistência para a sua marca on-line é importante para a construção de uma presença na web completa para a sua empresa. E uma maneira eficaz para isso é com a exibição de anúncios de display em sites da web. Para começar a sua estratégia de anúncios de displays, há alguns elementos chave que você deve se certificar que estão sendo aplicados em suas campanhas para gerar cliques e conversões.

1.Público-alvo

Para tirar o máximo proveito de sua campanha de display, é importante identificar o tipo de consumidor que você deseja alcançar com os seus anúncios. Existem opções de definição de público-alvo, como a segmentação geográfica e comportamental, que permitem que você direcione a sua campanha de anúncios para o público que você deseja alcançar. Por exemplo, você pode focar em atingir pessoas próximas de sua empresa ou simplesmente pessoas que tenham interesse no seu produto ou serviço. Tenha em mente que quanto mais segmentada for a sua campanha maior será o seu CPM (custo por mil impressões), quanto mais variados os locais e públicos a serem alcançados, menor será o seu investimento na campanha. Caso você opte por segmentar seu público alvo através do seu comportamento e sites mais acessados você terá um CPM ainda maior, porém com uma taxa de conversão maior.

Por que funciona: Com a definição do seu público alvo você poderá direcionar sua publicidade para quem realmente tem interesse nos seus produtos e serviços.

2- Anúncios atraentes

Se você quer que seus anúncios de Banner chamem a atenção dos seus clientes em potenciais, é importante usar um design limpo e visualmente interessante. Uma maneira de fazer que o seu anúncio chame mais atenção é através do uso de imagens gráficas que representem o seu negócio, bem como o nome da empresa, de forma que fique claro que o que você oferece seja relevante para ele. Além disso, uma imagem limpa com cores fortes e fontes bem definidas fará seu anúncio se destacar na página. E, como você não possui muito espaço para se apresentar, você deve manter o texto curto e enfatizar a sua principal proposta de valor que deseja transmitir ao seu público. Realce um benefício e não um recurso para que os consumidores saibam o que está nele, de forma que cliquem no seu banner e visitem o seu site.
Por que funciona: Ter um banner atraente é fundamental para destacar a sua empresa, trazendo conhecimento de marca e mais cliques de clientes potenciais em seus anúncios.

3 Deixar claro o seu Call to Action (chamada de ação)

O Call to Action (CTA) é sem dúvida a parte mais importante de seu anúncio de banner, afinal, ele diz aos consumidores o que você quer que eles façam. Caso este passo crítico seja mal executado, muito provavelmente isso significará a perda de muitos visitantes em seu site. Lembre-se que os consumidores só irão ver o seu anúncio brevemente, por isso, é importante atraí-los com uma única ação, sendo ela, clara e objetiva. Por exemplo, oferecendo um incentivo ou brinde como um download, um cupom, ou qualquer forma de seduzi-los a clicar no anúncio e visitar sua página de destino. Isso fará que o seu CTA lhe forneça bons resultados.

Benefício ou valor – Deixar claro o valor que o cliente receberá, utilizando termos como “ faça sua cotação aqui”, ou “Inscreva-se e receba um teste gratuito”. Essas ações ajudam o seu anúncio a persuadir os clientes clicarem no banner.
Projeto Ênfase – Para chamar ainda mais a atenção dos consumidores, opte por deixar as cores e tamanho do seu CTA destacadas em relação ao resto do texto para enfatizar ação que deve ser feita.
Botão clicável – A formatação do CTA como um botão reforça sutilmente aos consumidores que o seu anúncio é clicável, para que este processo crítico não passe em branco.
Por que funciona: Uma das maneiras mais eficazes induzir o comportamento do consumidor é simplesmente os induzir-lhes a ação “clique aqui”.

4. Uma página de destino otimizada

Sua página de destino é um fator importante na sua campanha de Display, pois fornece informações necessárias que um consumidor precisa. Há muitas maneiras de otimizar sua página de destino para gerar conversões de consumidores que visitam o seu site através de seus anúncios gráficos. Um dos fatores mais importantes para o desempenho da campanha é manter a coerência entre a sua página de destino e o anúncio de visualização que os levou lá. Sua página de destino não só deve conter uma estética de design semelhante, mas ele também deve enfatizar o mesmo benefício, juntamente com quaisquer ofertas mencionadas em seu anúncio gráfico. A manutenção de uma estrutura consistente e de mensagens entre os dois permite aos consumidores facilmente fazer a correlação entre o anúncio de visualização e sua página de destino.

Por que funciona: A página de destino que é consistente com a sua publicidade on-line garante confiança em sua marca, o que pode fazer os visitantes mais propensos a seguir com uma conversão.

5- Rastrear conversão

Acompanhando a atividade que você recebe de seus anúncios de banner é uma parte necessária da sua estratégia de campanha de publicidade em displays. Acompanhando métricas, como impressões e cliques é importante, mas você também deve medir verdadeiras conversões dos seus anúncios, como telefonemas e envios de formulários. Isso é importante para estabelecer um processo de gestão de reforçada para toda a sua publicidade on-line, incluindo seus anúncios gráficos, para que possa acompanhar o processo de conversão até a venda efetiva, que lhe fornece uma melhor visão sobre o comportamento do consumidor.

Por que funciona: Desenvolver medidas de conversão completas até o real fechamento, te trará uma métrica real de quais anúncios realmente estão de dando retorno.

Que estratégias de anúncios gráficos você têm trabalhado para suas campanhas on-line? Deixe-nos saber nos comentários.

Google lança novo formato de texto para anúncios

O Google acaba de anunciar que vai expandir o formato de anúncio de texto para o AdWords, para melhorar e otimizar anúncios de texto para dispositivos móveis. O resultado será um novo segundo título e quase 50% mais espaço para anúncios em geral. Isto dará para os donos de empresas que usam o AdWords mais espaço para destacar seus produtos, serviços e promoções.

Como ficará o novo formato?

A principal mudança que o Google está fazendo é a inclusão de um segundo título e expandindo os caracteres disponíveis para os anunciantes. Aqui está uma análise rápida dos aumentos de caracteres e um comparativo do novo formato que será lançado ainda este ano:

Tabela Google

Mudanças dos padrões de anúncios do Google em 2016.

Por que o Google fez essa mudança?

O Google afirmou que eles estão fazendo essa mudança para ajudar os anunciantes a maximizar a sua presença nos resultados de buscas móveis. “Otimizado para telas de smartphones mais populares, novos anúncios de texto expandidos em AdWords fornecem mais espaço publicitário para que o anunciante possa mostrar mais informações sobre seus produtos e serviços antes do clique.”

Este espaço extra permitirá que os anunciantes consigam descrever melhor os seus produtos e serviços para os motores de busca. O Google está testando este novo formato há algum tempo e preveem que conseguirão beneficiar os anunciantes com até 20% CTR elevado sobre o antigo formato de anúncio de texto, porém, os resultados reais em nível de conta para conta poderão variar.

Como posso maximizar meus anúncios de texto, com a mudança?

Esta alteração será lançada no final do ano. Por enquanto, recomendamos avaliar seus anúncios de texto atuais e ver como você pode melhor adapta-los para o novo formato de anúncio quando ele rola para fora, usando o espaço extra para melhor destacar os produtos e serviços que oferece, bem como quaisquer principais diferenciais que possam ajudar a sua empresa se destacar da concorrência. Você deve sempre seguir as melhores práticas de anúncios de texto, que incluem o uso de extensões de anúncio, escolhendo a melhor página de destino do seu anúncio, para garantir que o texto do anúncio tenha uma melhor conversão.

Claro, se você é um cliente ReachLocal, vamos lidar com a migração para o novo formato para você e reescrever os seus anúncios conforme necessário para otimizar o desempenho da sua campanha.

Nós estamos olhando para o futuro e prontos para gerir como esta atualização do Google irá ajudar nossos clientes ter mais sucesso em suas campanhas e resultados de busca. A ReachLocal o manterá atualizado sobre os nossos resultados e como suas campanhas estão sendo desenvolvidas!

Para maiores informações sobre o ReachSearch, soluções de anúncios, motores de busca da ReachLocal e como podemos te ajuda para ficar no topo das buscas com as últimas atualizações e tendências de Marketing Digital, visite o nosso site.